Notícias

Ministro da Economia confirma criação de CBDC brasileira

Ministro da Economia confirma criação de CBDC brasileira

Não há dúvidas de que a primeira semana de novembro está sendo uma das mais agitadas do ano. Em meio à tensão das vantagens presidenciais norte-americanas e a proximidade das votações municipais brasileiras, Paulo Guedes, ministro da Economia do Brasil, acaba de firmar a emissão do real digital (CBDC).

O assunto, que foi abordado durante a informação alusiva à marca de 100 milhões de Poupanças Digitais da Caixa Econômica Federal, já havia sido comentado pelo presidente do Banco Central, Roberto Campos, em agosto deste ano.

Apesar da afirmação de que o país teria uma moeda digital até 2022, feita por Campos naquela época, essa é a primeira vez que Paulo Guedes comenta sobre o tema. Embora não tenha havido detalhes sobre o possível projeto, o Brasil se junta à China e outros 15 países na lista de nações que planejam adotar uma CBDC.

“Com o Banco Central autônomo novamente, isso é algo extraordinário também na dimensão digital. O Pix, open banking, as fintechs e a moeda digital. O Brasil terá uma moeda digital. O Brasil está à frente de muitos países ”, disse o ministro.

O positivismo de Guedes sobre os novos sistemas brasileiros pode estar ligado também aos resultados do primeiro dia do período de testes do PIX. Segundo divulgação feita pelo Bacen, o modelo, que foi iniciado nesta última terça-feira, ocorreu conforme planejado e resultou em 1.570 transferências, com valor total de R $ 142 mil.

A nova criptomoeda, emitida pelo próprio banco central nacional, tem se discriminado, pelo menos em testes pilotos, como uma forma mais simples, rápida, segura e barata de transacionar dinheiro dentro do país e até mesmo para remessas internacionais.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *