Notícias

Coca-Cola inicia projeto utilizando tecnologia blockchain.

Coca-Cola inicia projeto utilizando tecnologia blockchain.

A Coca-Cola não é futebol, mas é também paixão nacional e, com exceção de sua receita única e guardada a sete chaves, a empresa está sempre inovando. Além de serem muito bons no marketing, não é apenas neste quesito que essa gigante da indústria aparece quando o assunto é atualização.

Com objetivo de gerar maior transparência em sua cadeia de suprimentos, a Coke One North America (CONA), responsável por criar serviços de TI para a companhia e desenvolver a Unibright, anunciou o projeto “Coca-cola Bottling Harbour”. 

Baseado no Protocolo de Linha Base, uma técnica que utiliza Ethereum Mainnet pública para manter a consistência entre diferentes registros e sistemas de gravação, o programa tem como foco usar da tecnologia Blockchain para gerenciar cadeias de suprimentos  de fornecedores do mundo todo, permitindo uma menor barreira no processo de integração entre eles, criando assim um “porto de engarrafamento”. 

Anunciados juntos à proposta, há alguns pontos a serem aprovados durante o processo, como  possibilidade de tokenização das faturas e a Implementação existente baseada no Hyperlerdger podendo estender, alterar ou integrar-se ao Protocolo de Linha de Base. 

O assunto criptomoedas e coca-cola não é novo. Em 2018, a empresa começou a testar a tecnologia para registrar contratos de prestação de serviços a fim de combater o trabalho escravo dentro de sua rede e de fornecedores. A Coca Cola é uma das várias instituições que trazem a preocupação e visam combater este tipo de crime, principalmente após o episódio registrado em uma de suas distribuidoras em 2016, no estado de Minas Gerais.

A expectativa da entrega dos primeiros resultados do projeto ficará para o último trimestre de 2020 e a promessa é de que tecnologia garantirá não só transparência nos seus dados, mas também que as transações sejam privadas e armazenadas no blockchain.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *