Notícias

Estados Unidos bate recorde em movimentações de Bitcoins

Estados Unidos bate recorde em movimentações de Bitcoins

O Bitcoin e outras criptomoedas são vistas, em sua grande maioria, como uma reserva de valor e até possibilidades de investimento. Porém, a ideia ao redor desse tipo de moeda é ir além disso e se tornar, realmente, uma forma de movimentar quantias monetárias de qualquer natureza, seja pagar um produto ou serviço ou enviar “dinheiro” a um amigo ou familiar.

 

Nos Estados Unidos, essa perspectiva parece estar aumentando. O país é o segundo maior consumidor de criptomoedas do mundo – atrás apenas da China. Lá, na primeira semana de junho, uma forte alta nas movimentações ponto a ponto (P2P) foi registrada.

 

Os dados da LocalBitcoin e Paxful, dois mercados de transferências diretas de criptoativos, mostram uma grande evolução no período. Na primeira exchange, mais de US$ 4,6 milhões foram enviados. Já na segunda, foram US$ 24 milhões em Bitcoin. Somando a US$ 1 milhão negociados no Canadá, essa foi o segundo maior volume movimentado em P2P da história.

 

O recorde continua sendo o montante registrado em 20 de maio de 2018. Na época, o comércio norte-americano anotou US$ 30,2 milhões, contra os US$ 29,8 milhões de junho de 2020. Esse valor é o praticamente o dobro do que produziu a África Subsariaariana – o segundo maior mercado P2P do mundo –, com US$ 13,6 milhões semanais.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *