Notícias

20 mil comércios da Venezuela vão aceitar Bitcoins

20 mil comércios da Venezuela vão aceitar Bitcoins

Um dos grandes problemas vividos na Venezuela é bastante conhecido de vários outros países: a alta inflação. Porém, a situação lá está mais agravada porque a desvalorização da moeda local acontece de forma cavalar. Em vez de um peteleco na orelha, a inflação dá logo um soco na boca do estômago do bolívar.

 

Esse perda de dinheiro dificultou muito a vida dos venezuelanos, que chegaram a não ter acesso a produtos básicos de higiene, como sabonete, e até mesmo alimentos, como carne e grãos. Quem podia, acabou se refugiando no Bitcoin para encontrar estabilidade.

 

A demanda por criptomoedas no país é bastante alta. É tão grande a procura, que o próprio governo criou uma moeda digital própria, chamada Petro, que é lastreada nas reservas de petróleo da região. Porém, a moeda estatal não entrou no gosto das pessoas, que continuaram em busca do Bitcoin e outras altcoins.

 

Com isso, empresas locais passaram a desenvolver diversas plataformas que dessem acesso às criptomoedas para as pessoas. A Traki, maior rede de varejo do país, em parceria com a Cryptobuyer, já oferece a opção de pagamento pelas compras com o Bitcoin. Agora, isso está se expandindo.

 

Mais de 20 mil lojistas vão receber um Ponto de Venda (POS) para oferecer o Bitcoin como forma de pagamento em seus estabelecimentos. Entre os serviços que irão receber a novidade estão supermercados, farmácias, oficinas mecânicas, lojas de computadores e até cinemas.

 

A expectativa é de que o sistema passe a operar já neste mês de junho. Com isso, abre-se a oportunidade de uma adoção ainda maior das criptomoedas no país e, quem sabe, levar mais tranquilidade e estabilidade aos venezuelanos diante à inflação galopante.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *